JANES

No tempo das caravelas era a rua que pela porta nascente da cidade, levava sinuosa ao largo de S. João e ao Rossio. Ao viajante vindo de oriente oferecia nas suas tabernas o vinho que alegrava os espíritos e reconfortava da longa caminhada…

Mas antes muito antes, em anos muito mais perdidos no tempo terá talvez sido a rua da porta de uma outra cidade, Brácara Augusta. Vem-se sempre de oriente e vai-se sempre para ocidente… tal é o percurso do sol e o percurso do homem.

Como todas as portas romanas seria guardada por Janus, deus ambivalente de duas faces adossadas de origem indo-europeia e um dos mais antigos deuses de Roma. Primeiro deus dos deuses, criador, transformou-se no deus das transições e das passagens marcando a evolução do passado para o futuro, de um estado a outro, de uma visão a outra, de um universo a outro. 

Intervindo no início de cada empreendimento, dirige todos os nascimentos, os dos deuses, dos cosmos, dos homens e das suas acções. O seu duplo rosto significa que vigia tanto as entradas como as saídas, que olha tanto para o exterior como para o interior, a direita e a esquerda, à frente e atrás, o alto e o baixo, o pró e o contra.

Guardião da porta, o local de passagem entre dois estados, entre dois mundos, entre o conhecido e o desconhecido. A porta que abre sobre um mistério mas que tem um valor dinâmico, psicológico – indica uma passagem mas convida a transpô-la. Convida a uma viagem.

Transpor uma porta é mudar de nível, de meio, de centro, de vida.

A porta é comunicação.

 

 

Siga-nos

Janes (Braga)
Braga - SOBRE NÓS

Vestuário, Calçado e Acessórios para Homem, Senhora e Criança

Vestir é comunicar intenções e uma maneira de ser e de estar. O projecto da Loja Janes é servir esse propósito. Pretendemos contribuir para que esse gesto, natural e quotidiano, lhe seja mais fácil, mais agradável e lhe proporcione uma maior realização.

Comentários

  Nenhum comentário Comente